6 de fev de 2014

As artes marciais mistas (MMA) e o direito.


Você sabia que nesse momento existem 3 Projetos de Lei tramitando que podem mudar o futuro do MMA no Brasil? Vamos falar aqui de cada um deles!

          O Projeto de Lei nº 5534/09 (que terá o seu debate retomado essa semana) proíbe a transmissão de lutas de MMA pela televisão sob o argumento que o MMA não é um esporte propriamente dito e que ele apenas incita a violência. A lei estabelece ainda que somente as lutas marciais “não violentas” poderão ser transmitidas.

Este projeto já foi rejeitado em 2010 na Comissão de Turismo e Desporto, contudo ele ainda passará por outras duas comissões.

Essa questão é controversa internacionalmente. Alguns países, como a França e Canadá (algumas províncias apenas), proíbem não só a transmissão, mas também, a realização de lutas MMA em território francês. O mesmo ocorre nos Estados Unidos da América no estado de Nova York, muito embora, este esteja sofrendo enorme pressão para legalizar o esporte tendo em vista que os outros 49 estados permitem a luta.

Já o outro projeto de lei nº 2051/11, apresentado por Acelino Popó, que tramita em nosso país visa instituir legalmente o MMA como um esporte, por acreditar que ele funciona como uma forma de educação e inclusão social. Além disso, a lei estabelece como dia nacional do MMA o dia 30 de setembro.

       Por fim, temos o projeto de lei nº 2889/08, que tramita em conjunto com o projeto acima estabelece a criação e a regulamentação Conselhos Federal e Regionais de Artes Marciais Mistas – MMA com intuito que estes sejam responsáveis por coordenar, planejar, programar, supervisionar, dinamizar, organizar, avaliar trabalhos, programas, planos e projetos. Ele estabelece ainda que o exercício das atividades de artes marciais será prerrogativa dos profissionais regularmente inscritos nesses conselhos.         

       E você? O que acha sobre o tema? O MMA é um esporte ou um estímulo a violência?

       Deixe sua opinião aqui!





Nenhum comentário:

Postar um comentário